Bem assim

Minha vida é de uma normalidade às vezes irritante. Ordinária mesmo. Costumo dizer que se alguém quiser me matar é a coisa mais fácil do mundo, porque eu me transformei numa pessoa de horários fixos para tudo. Tenho hora para correr, ir à academia, fazer a unha, trabalhar, ir à universidade, chegar e sair de casa.

Até para encontrar pessoas, preciso fazer agendamentos. Se não for assim, fico com pavor de não conseguir dar conta de todo o resto. Às vezes não planejo como quero e normalmente dá tudo certo; mas prefiro não arriscar. Neurose? Claro que sim!

É um lado meu praticamente imutável, a não ser que eu viaje. Como faço isso um bom bocado, acho ótimas as interrupções que uma viagem faz na minha rotina.

E aí estou me vendo às vésperas de algo muito legal, que vai mudar tudo isso por completo. Mentira. Não vai ser exatamente por completo, porque seguirei tendo horários. Mas serão menos compromissos e eu terei mais liberdade.

Só existe um porém: não tenho ideia do que vou fazer no meu tempo livre. Na minha cabeça, vou trabalhar; mas de outra forma.

Quero escrever. Quero tempo para sentar e escrever. Sem pressa, sem prazo, contemplando tudo o que minha vista alcançar.

Anúncios
Esse post foi publicado em Abobrinha. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s