Por que não ir ao Ancoradouro Sushi e Grill

Ontem (30), foi o aniversário do meu sobrinho Murilo e, como o único pedido dele era jantar comida japonesa, a família inteira foi ao Ancoradouro Sushi e Grill, que era a única opção disponível de restaurante japonês a la carte aberto num domingo à noite.

Quando cheguei, quase uma hora depois da maioria, meus primos falaram que pediram gohan havia quarenta minutos e não havia nem sinal do arroz. Falei com um dos garçons e logo em seguida veio o gerente justificar que o sushiman tinha temperado o gohan, que precisou ser refeito. Já começou mal duas vezes, com o atraso e com essa história de temperar arroz japonês.

Com a primeira celeuma resolvida, fui sentar. Olhei a cutelaria e uma das facas postas estava suja, assim como o copo. Me senti como no Chef’s, lugar em que passei pelo mesmíssimo constrangimento. Como pode, né?

Enfim. Em relação à comida, pedimos japonesa na maioria, apesar da existência do menu grill (que de grill não tem nada, saliente-se, considerando que pediram peixe a la belle meuniere, camarão à grega e escondidinho de camarão, apenas para citar exemplos).

O peixe estava fresco, mas mal cortado. Infelizmente não foi só isso que deixou todo mundo frustrado: a comida demorou mais de hora para chegar e só depois de muita reclamação o gerente informou que um dos sushimen tinha ido embora e que o remanescente não estava dando conta de fazer todos os pratos num tempo razoável. Legal demais, não?

Antes disso, tinha perguntado ao gerente se tinha missoshiro e ele disse que tinha; então eu pedi um. Ele me olhou e perguntou o que eu queria e eu disse que o missoshiro, ao que ele me disse não estar entendendo o meu pedido. Ou seja, ele não sabia ao certo o que é missoshiro (afirmo isso, porque ele parou, pensou um pouco e perguntou se era aquele tipo de sopa).

Fora isso, o hashi era péssimo, fino na ponta, um terror. Pegar as peças maiores era um suplício, porque tudo ficava escorregando.

Falando da parte grill do cardápio, experimentei apenas o purê de batata e afirmo com muita sinceridade: nunca comi um purê tão ruim. Isso me deixou bastante impressionada, considerando que os donos do Ancoradouro são donos do Cassol, onde eu como um purê delicioso sempre.

Preciso dizer que todo mundo que estava interessado na parte japonesa do cardápio conhece bem e aprecia essa culinária, então dá para avaliar a frustração de todos com o desastre que foi essa noite.

O serviço também ficou muito a desejar. O ar condicionado dentro do salão estava muito frio e pedi para aumentar a temperatura, que ficou ainda mais baixa. Quando reclamei, o garçon disse que tinham pedido para ficar mais frio e então eu fui explicar que não é assim que funciona.

Fora isso, um dos garçons gritava o tempo todo quando ia servir os pratos, como se esse tipo de comportamento fosse engraçado.

Realmente, considerando que conheço bem o cardápio e o serviço do Cassol e do Agaricus, restaurantes que considero excelentes, fiquei muitíssimo decepcionada com o que encontrei no Ancoradouro, sem falar na frustração do meu sobrinho, que comemorou o aniversário num lugar que ofereceu comida e serviço bem aquém do esperado.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s