Estou apaixonada de novo

Sabe quando a pessoa se apaixona por uma ideia? Pois acho que isso aconteceu comigo. Tenho a impressão, inclusive, que isso ter acontecido faz parte da minha vontade de ter uma companhia.
Permaneço só, até porque uma ideia é apenas uma ideia e apaixonar-se não significa estar acompanhada. Apesar disso, o fato de o meu pensamento estar ocupado com alguma coisa, já é algo digno de nota (estava louca para usar isso em algum texto!).
Nos últimos meses conheci uma penca de gente, no meio do que identifiquei alguém com potencial. Infelizmente, era tudo ilusão e eu levei outra pancada da vida real.
Quando fiz essa constatação foi que me dei conta da paixão pela ideia. Preciso deixar claro que o idealizado por mim é absolutamente possível. O grande problema é que o mundo está num caminho de individualismo cada vez maior e eu me vejo andando na contra-mão contramão.
Sendo cheia de defeitos, depois de muita análise, aprendi a identificar e reconhecer minhas qualidades. Depois disso, ficou bem fácil saber o que quero.
Quero coisas legais, vindas de pessoas legais e acredito que isso é absolutamente possível. Quero ser lembrada por mim e apenas por mim, como meus amigos (os de verdade, por óbvio) fazem, sabe?
Cansei de gente egoísta que só se lembra de mim quando precisa de alguma coisa e ainda acha ruim quando pontuo esse comportamento.
Se ninguém mais altruísta aparecer no meu caminho, permaneceremos eu e minha paixão por uma ideia juntos para sempre. Ao menos assim garanto menos aborrecimentos.

Anúncios
Esse post foi publicado em Comportamento. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Estou apaixonada de novo

  1. Luciana disse:

    Vi vc no bettys, cliquei em cima e eis-me aqui lendo seus textos… Simples e objetivos… Gostei, gostei mesmo!

  2. theophile gautier disse:

    Fiquei meio encabulado com o outro post (Esta sou eu dando o cabimento). Aliás você encabula a plebe com muita facilidade. Não vou aparecer qualquer dia na sua frente e dizer: sabem quem sou eu!? Não é essa a idéia, a minha claro, quero só conversar com você através de seus textos. Não escrevo como você. Sinceramente? Nem quero. Na boa, admiro essa sua tara pela Língua Portuguesa. Me acho mais linguista (não que seja bom). O que quero dizer é que gosto mais de significados e menos dos significantes (eu dizendo isso parece piada). Adotei o virtual porque me basta. Acho que o universo que cerca a imagem é bem mais amplo e causa muito mais impressões que este universo aqui, que só mostramos as intenções em si, quase isoladas, focadas num objetivo. O meu: ter a amizade brilhante que perdi há muito tempo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s