Bem assim

Sabe quando a gente se sente como quem partiu ou morreu? Não, não estava me sentindo assim. Na verdade, faz tempo que não estou dessa forma, amém, aleluia; tudo continua rodando pelas bandas de cá, obrigada.

Se estivesse, por outro lado, esse último final de semana teria servido para me deixar bem alegrinha. Como já estava alegrinha, fiquei me sentindo a última bolacha do pacote! Isso eu já não sentia há um boooooom tempo.

Sim, minha autoestima não está das piores, mas não está nas alturas, preciso reconhecer; por motivos que não preciso colocar por aqui (já bastam as elucubrações, que não são poucas, existentes na minha cabeça).

Ainda bem, por isso mesmo, que algumas situações acontecem apenas para dar uma boa inflada no amor-próprio e deixar tudo muito mais leve. Foi exatamente assim que passei meus últimos dias, sendo envaidecida, da forma mais interessante possível, com um visual lindo fazendo o contraponto, bem como eu mereço.

A melhor parte é que tudo se passou de forma despretensiosa, me deixando certa de que basta desligar o botão, dar aquela desapegada básica sobre a qual tanto tenho lido.

Dessa vez consegui. E vou dizer: fiquei bem orgulhosa de mim, principalmente porque consegui fazer o que a teoria me manda e o resultado foi muito melhor do que jamais imaginaria.

Agora vou colher os louros.

Antes que me esqueça, Tuca, você gostar!

Anúncios
Esse post foi publicado em Amigos, Comportamento. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s