Theatro Municipal de São Paulo

Minhas férias terminaram e eu, sendo a mulher da satisfação, preciso dizer como tudo foi ótimo e como consegui fazer tudo a que me propus e um pouco mais.
De São Paulo, onde passei quatro dias, falei apenas do primeiro, o dia da minha amiga Lu e de sua vernissagem (vernissage, como escrevi no outro post, é a palavra francesa. Que tal aprender português, Amanda???).
Enfim, outra coisa muito legal que eu queria muito fazer e finalmente consegui dessa vez foi assistir a um espetáculo no Theatro Municipal (tem o H mesmo, não é coisa da minha cabeça). Eu e tia Tânia fomos ver a ópera La Traviata, de Verdi. Eu, ignorante que só a peste, achei que ia assistir a algo tipo Tosca, com cara de ópera mesmo, quero dizer. Mas, para minha surpresa e da minha tia, o negócio era meio tosco, quero dizer, moderno. Nada de figurino pomposo, de época. Tudo preto, branco e cinza, sabe? Não estou falando de forma figurada; era exatamente isso (não há fotos clandestinas, porque fui bem obediente). Mas eu gostei, mesmo assim. E gostei muito, aliás. Não só do espetáculo, mas do evento em si. Sim, porque uma ópera no Municipal é um evento. Acho bonito, sabe? Ver as pessoas arrumadas, especialmente para ir ao lugar, prestigiar a ópera.
Para deixar tudo mais curioso, nos intervalos (dois, porque se trata de um melodrama em três atos) acontece a interação, que é muito interessante. Eu e tia Tânia tomamos uma taça de espumante cada uma e comemos salgados e doces maravilhosos, circulando entre as outras pessoas. Uma coisa que eu achei engraçada é que todo mundo fica se observando, vendo a postura, o caminhar. Parece que as pessoas querem saber se os outros presentes são seus pares ou intrusos. Eu era par, claro, né? Mas havia intrusos; poucos, mas havia.
Enfim, foi uma noite memorável.

20120409-192400.jpg

20120409-192556.jpg

20120409-192428.jpg

20120409-192539.jpg

20120409-192450.jpg

20120409-192518.jpg

A primeira foto achei na internet e é de Rodrigo Ono; as demais são minhas, sem filtro, porque eu estava com preguiça.

Anúncios
Esse post foi publicado em Cultura, Diversao. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s