Ok, eu sabia que não era tão saudável assim, mas…

Eu nasci mesmo para ser magra seca esturricada. Não que eu ache que fique bem assim; sei que não fico: minha cara fica chupada, meus ossos ficam aparecendo e eu fico horrorosa. Mas quando eu invento de querer ficar mais gorda (de gordura mesmo) ou doce, eis que minha glicose enlouquece e meu colesterol a acompanha.

Depois que perdi famigerados quatro quilos e meio (por causa da garganta, não teve nada a ver com dieta ou algo parecido, que fique claro), tenho me permitido comer algumas porcarias com mais frequência que antes, mas nada muito exagerado, por puro pavor de engordar de novo.

Aí hoje peguei o resultado dos exames que Ana Lígia pediu e fiquei besta com o que vi. Não tenho hepatite de nenhum tipo, não tenho aids, o hemograma veio todo bonitinho. Mas a merda da glicose tá lá na putaquepariu das alturas e meu colesterol está limítrofe (veio 226 e o máximo do limítrofe é 239).

Não sei se alguém tem ideia do que isso faz com uma pessoa neurótica como eu. O que sei é que vou ficar com um sentimento de culpa do tamanho do mundo quando chegar o dia do meu aniversário e eu me entupir de brigadeiro e coxinha e tomar meu clericot. Até lá, parece que estou vendo, vou ficar na penúria da dieta que passo a me impor a partir de agora. Saco!!! Vou ter que ficar magra na marra, fingindo que magreza e saúde são sinônimos.

O osso é que eu não como pão (comer uma ou duas vezes no mês, para mim, é igual a não comer), quase não como doce (com exceção do chocolate meu de cada dia que, na minha cabeça, pertence a uma categoria própria de alimentos), não tenho bebido quase nada alcoólico (não tenho saído de casa, essa é a razão), evito fritura (minha resistência à coxinha é nula) e como fruta (ok, bem de vez em quando, mas como).

Resumão: não sei mesmo como ou por que isso aconteceu e sei menos ainda como minha vida vai ser adaptada às novas circunstâncias. Isso me deixou tão feliz…

Então, como estava sem saco pra comida de verdade, almocei um shake, porque tive que ficar em jejum até as 10h para ser picada mais uma vez, porque a pneumo pediu exames diferentes do que a gineco tinha pedido (eu comi ontem até as 21h30 e sempre dou uma margem de meia hora a mais pro jejum que os exames exigem; minha faceta neurótica trabalhando, ainda que de forma equivocada). Só pego os resultados desses depois do dia 30. Não quero ficar mais zureta do que estou agora. Ao menos no dia do meu aniversário eu mereço me sentir culpada apenas por comer muito e errado. Já está de bom tamanho.

E à noite, aproveitando que amanhã é feriado, para comemorar os acontecimentos, vou enfiar o pé na jaca, chutar o pau da barraca, ligar o foda-se, blá blá blá!

Anúncios
Esse post foi publicado em Comportamento. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s